13 de janeiro de 2008

O jogo da sedução



Tudo começa com um acaso.
Depois, o acaso repete-se.
Alguns dias passados, faz-se com que pareça casual.
O dialogo torna-se mais fácil e os olhares entram numa complicada rotina.
São eles que dão início aos jogos com os olhares desviados, às conversas com segundo sentido, ao dar e tirar, aos avanços e recuos, aos toques inconscientemente intencionais, aos toques inconscientemente consentidos, às hesitações e inseguranças e por fim à decisão com base num nada muito esclarecedor.
Depois vêm as SMS, as primeiras sempre inocentes, até que a inocência se vai gastando em favor de um cada vez mais exigente jogo de xadrez, disfarçado de pequenos textos electrónicos.
Elas dizem mais o que sentem, eles dizem mais o que querem.
Elas perguntam o porquê, e eles ficam um, dois, três minutos, às vezes bem mais, à procura de arranjar a resposta certa.
Eles não resistem ao sorriso delas e elas sentem-se à vontade para falar com eles de tudo.
Eles ouvem, rebatem e crescem, elas falam, aconchegam-se e sentem-se mais seguras...
Já começo a sentir falta deste processo refinado.
Falta do "querer" com nó na garganta... das securas da boca, das taquicárdias, do pensa rápido e age ainda mais depressa, do meter axas na fogueira e logo a seguir deitar água na fervura.
Decididamente, não há melhor jogo que este!...
O jogo das nossas vidas.

5 comentários:

Pipabagagrifas disse...

Gostei do modo como descreveste esse jogo. Um jogo que todos nós gostamos de jogar. Onde há desejos. Um jogo que nos faz sentir vivos, admirados, atraentes. Onde há perguntas complexas com respostas simples para que não haja mais perguntas. É um jogo que para mim fica mais atraente com opostos. É o querer e não querer em simultaneo, é o desejar e fugir ao mesmo tempo.
São os opostos que dão vida ao Jogo de Sedução. :)

Catherine disse...

as x's, muitas x's ultimamente convenço-me a mim propria q este é definitivamente um jogo q n quero mais jogar. é perigoso. deixa-nos c o coraçao sem cor.

just me disse...

é. decididamente não há melhor jogo que este. mas, como jogo que é, não há só vitórias. há derrotas. e quando assim é, juramos nunca mais entrar nessa competição. até que um dia alguém nos desafia com um trincar de lábios ou olhar tentador. ...... o que nos safa é que temos memória curta!

tanyaalexandra disse...

É um jogo perigoso mas o que é perigoso é muito apetecido e quando se começa já nao se quer sair.
Começar um jogo desses é dificil mas continua-lo muito bom, já acaba-lo muito doloroso.´
Linda Descrição Gostei

Anónimo disse...

que arrepio... ha mais de 1 ano que escreveste isto...
está pormenorizadamente irrefutavelmente bem descrito...
Não há duvida nenhuma que não ha melhor jogo que este...