8 de outubro de 2006

Em que acreditas tu?


Acredito na realidade para além da fantasia
Mas não acredito nas coisas fúteis que muitas vezes corrompem essa virtualidade

Acredito nos verbos, nas frases e na pureza das palavras
Mas não acredito em tudo o que me dizem

Acredito que todas as portas se encontrem trancadas
Mas não acredito que consegui alcançar, apenas porque aquela pequena janela estava mal fechada

Acredito quando te toco sem te ver
Mas não acredito que esse contacto seja suficiente

Acredito que toda a gente cresce a cada minuto que passa
Mas não acredito que toda a gente esteja preparada para enfrentar o próximo desafio

Acredito que a vida é bastante curta
Mas não acredito que teríamos experiências inesquecíveis se fossemos todos mortais

Acredito que posso desafiar o senso comum e contrariar a ordem natural das coisas
Mas não acredito que serei o único a fazê-lo

Acredito que mesmo que haja muito, saberá sempre a pouco
Mas não acredito que toda a gente pense desta maneira

Acredito em todas as maravilhas que a vida tem para oferecer
E, inesperadamente, acredito que poderei alcançá-las todas

Por agora deixo-vos, mas levo comigo a certeza de que vou regressar
Porque também acredito nisso…

1 comentários:

Laudinha disse...

=) Muito bonito este texto sim senhora! lol =P

Para que vivamos a vida com sentido e orientados é de todo necessário que tenhamos algo em que acreditemos e que nos faça definir objectivos para que consigamos dar uma orientação correcta à nossa tão curta existência.... =P lol Bjinhos pa todos!! ***Laudinha***