3 de maio de 2010

Fim da linha? 1 de 6


Vamos chama-la de Naraida!
Era mais um dia de trabalho mas ela sentia-se bem.
Andava bem com a vida e feliz.
De manhã depois de terem deixado o filho na escola, despediu-se do marido e como sempre este tinha-a brindado com “aquele abraço” e “aquele beijo”.
Não sabia porquê mas sentia-se tranquila e em paz.
Talvez fossem os 30º lá fora, ou simplesmente o nível aumentado de serotonina que o Sol tinha feito libertar nos últimos dias.
Cumprimentara todos com o seu leve e contagiante sorriso, uns bons dias carregados de quietude e sentara-se na sua secretaria a despachar uns relatórios, que tinha deixado por acabar no dia anterior.
Hoje era daqueles dias que se tivesse de apostar: nada a ia incomodar!

1 comentários:

Maçã e Canela disse...

Continua;)

é importante não deixar de escrever, acima de tudo ( incluindo falta de inspiração).