16 de junho de 2009

Comunicado - Parte II


Já tinha sentido esta sensação de leveza, mas ainda não me tinha habituado ao transporte férreo transmural. Consistia numa manutenção da matéria física num determinado local e durante um determinado espaço de tempo, onde apenas a mente se deslocava, permitindo assim a permanência de dois "eu" ao mesmo tempo mas em dois mundos completamente diferentes.
Num instante cheguei ao destino e rapidamente me pus na Rua dos Vários Caminhos.
Depois de uma breve procura lá encontrei a Sociedade Portuguesa dos Blog´s Anónimos.
Antes de entrar, estudei atempadamente a minha intervenção lá dentro. Tirei do bolso todos os documentos que me haviam pedido, preparei uma linha de pensamento, respirei fundo e lá tirei a senha para o atendimento. Era o próximo a ser chamado.
Atendimento- Trinta e sete?!
Zapporsson - Sim, aqui!
A - Bom dia, o que o trouxe cá?
Z - Bem, eu recebi esta carta esta noite a dizer para me apresentar cá dentro de cinco dias úteis, acho que tem alguma coisa a ver com o blog de que faço parte...
A - Deixe cá ver... pois, isso mesmo.
O Blog é o 3m2, correcto?! Olhe, por acaso até costumo lá ir com alguma frequência, acho que devem continuar!
Ora bem, isto diz...
Ah.... Agora já percebo... pois é...!
Z - Percebe o quê?
A - O senhor foi notificado para receber o despacho oficial do nosso departamento de fiscalização. Só um momento que vou buscar o documento timbrado.
Z - Não sei porquê, mas não estou a gostar nada da brincadeira...
A - Aqui tem!
Z - "... como tal, sr. Zapporsson, somos obrigados a retirar-lhe a licença para expressão diária de escrita livre e espontânea no Blog onde exerce a sua função, 3m2. Compreendemos que tal decisão lhe possa trazer algum transtorno, no entanto, caso se sinta lesado com a decisão do nosso tribunal, está no direito de apresentar recurso. Para tal, tem que se fazer acompanhar de cinco testemunhas suficientemente idóneas junto das entidades responsáveis, em data e local a definir posteriormente...".
Desculpe mas não estou a perceber...
A - É simples, foi suspensa a sua licença para a expressão diária de escrita livre e espontânea. De hoje em diante não tem autorização para continuar a escrever no blog que integra.
Z - Mas isso não é possível! Eu tinha-me comprometido a escrever todos os dias...! Tenho ao menos o direito a saber o porquê dessa decisão?
A - Acalme-se senhor, esta era uma situação que já se previa.
Z - Mas fui só eu o notificado? Depois de quatro anos a escrever vão tirar-me a licença?
A - Sim, apenas a você, vejo aqui no sistema que tanto o Cephas Zoth como o Walter Love têm a licença deles perfeitamente válida.
Oiça, aqui só entre nós, a sua escrita levou-o para um patamar superior, direi um superior de tal modo inatingível, que o arrancou da realidade. O Sr. Zapporsson pode mesmo ter começado a viver em função do que escrevia e não a escrever em função daquilo que vivia.
Como tal, a sua licença de escrita vai ficar apreendida por tempo indeterminado.

Ali fiquei a olhar, calado e com os olhos cada vez mais avermelhados. De repende senti um enorme vazio, voltei costas e reparei que todos ali presentes me estavam a observar.
Apanhei novamente o comboio de regresso e fui a pensar na aventura que foi estes anos todos, escrever e ver a minha escrita lida por tanta gente diferente.
Agora sinto-me resignado...
Quem sabe, se não voltarei a escrever um dia...

8 comentários:

Tavarez disse...

Embora lamente tenho que admitir que é uma despedida no minimo brilhante. Espero que continues a solo ou acompanhado não baixes os braços. A eira está contigo como sempre abraço.

Anuxka disse...

tem mas é juizinho e continua a escrever...;)
Bjoquinha

CarMG disse...

Não estou a perceber nada!!!!

sara lóló disse...

Espero que voltes a escrever um dia ;) (ou se possível continuares!)

Manaka disse...

Foi com pena que li este teu post. Eu e de certeza muitas mais pessoas já temos enraizado o hábito semanal de ver o que tu tens andado a escrever.

Espero que reencontres o teu equilíbrio e que (brevemente!) voltes a partilhar a tua escrita com todos nós.

Abraço,

Manaka

Lopez disse...

"a sua escrita levou-o para um patamar superior, direi um superior de tal modo inatingível, que o arrancou da realidade."

Não te arrancou da realidade mas fez c k tu escrevesses os mhrs textos q aki passaram.
Não gosto de ler mas akilo que escrevias e vais continuar a escrever...Valia a pena ler!!!

Stand be nice cool

PS: Sabes o k chamo?? Dor de cotovelo!!!

Sara disse...

Foram já várias as vezes que li este post, mas só agora consegui responder…

Sinceramente, não entendo...tu escreves realmente mt bem, não acho que o devas deixar de fazer… Na verdade, não penso que seja negativo, por vezes, alhearmo-nos um pouco da realidade e vivermos numa outra “realidade”, uma realidade que é só nossa, que podemos moldar à nossa maneira e onde podemos incluir apenas quem nós autorizarmos… Houve alguém que um dia disse: “O Homem é do tamanho do seu sonho”…eu, pessoalmente, concordo!

Vou sentir falta dos teus textos...

Apesar de tudo, não posso deixar de te dar os Parabéns…até a despedida conseguiste fazer de uma forma especial! *

Sara (Guarda)

ZapporssoN_81 disse...

Esta despedida, é apenas temporária.
Todos nós precisamos de quebrar a rotina de vez em quando, pensar de maneira diferente e fazer outras coisas.
Claro que não irei deixar de escrever, mas preciso mesmo de dez ou vinte dias de pausa.
Vão ver que não vão notar a minha falta... aliás, os últimos post´s provam-no;)