22 de março de 2009

Corrida na Ponte 25 Abril



Mais do que um acto isolado, já se começa a tornar numa necessidade anual. A de ver Lisboa de uma perspectiva diferente e unidade de tempo retardada.
60.000 pernas, 30.000 pessoas, e todas elas com o mesmo objectivo. Sem vencedores nem vencidos, apenas chegar ao final.
Estranha esta coisa que se entranha em jeito de desafio pessoal, em que a tentação para nos transcendermos fisicamente cresce à medida que passamos e somos passados por um lençol de gente, todo ele de boa disposição.
Quero mais, quero melhor, quero mais longe, quero desporto, quero para mim e com os outros.


2 comentários:

CarMG disse...

A primeira vez que se passa a Ponte 25 de Abril pelo nosso próprio pé, sem estarmos calçados com nenhumas rodas de algum carro ou autocarro é inesquecível!!

A grandiosidade da ponte em si.
O vermelho do ferro!
Lisboa linda de morrer com o castelo, as colinas, a água...
E a imensidão de gente que lá está ao mesmo tempo, com o mesmo objectivo.

E no final, o conseguir chegar ao fim, se a correr, então a sensação é de verdadeira conquista!!! Se a andar, bem estar :)

Beijinhos

CarMG

sara lóló disse...

Por acaso já não vou há algum tempo *-) Mas realmente é uma sensação incrível.