13 de fevereiro de 2009

Sexta-feira 13 - Sorte ou Azar


Apinhado de gente, mas sem outra solução, entrei, e sem lugar para sentar, ali fiquei no meu lugar, obrigatoriamente encostado a alguém, que por sua vez se tentava acomodar.
Dois ou três solavancos, e a viagem começou…para mim.
Começo uma contagem decrescente e faltam duas estações…será que é desta vez??
Todos os dias, apanho o metro para a escola…e tenho reparado numa rapariga, que até hoje não lhe consegui ver o rosto…confesso que nem sempre a vejo, no meio desta confusão, mas hoje tenho um “feelling”…e coloquei-me estrategicamente num ponto onde a minha visão alcança três portas.
Consigo identificá-la pelo seu tom de pele, deliciosa a sua cor, aqueles cabelos longos ondulados, óculos colocados na cabeça, relógio de pulso meio infantil e a sua mochila cor-de-rosa, é tão pouco o que conheço dela que…("Bem…entrou…é ela…sim, é ela não há duvidas").
Está tão longe, vou ter de me aproximar, mas como, no meio desta desordem? Nem posso tirar os olhos dela, se a perco de vista será bem difícil e também não quero fazer figura de parvo. Vou investir na próxima paragem, aproveito-me das poucas pessoas que saírem para ganhar mais uns metros…
Bem, agora estou bem mais perto…tão perto que nem acredito, esperei tanto por este momento que até sinto a minha pulsação dispersar-se por todo o corpo…Atenção, ela está a voltar-se, finalmente…o meu coração palpita, sustenho a respiração, lábios semi-serrados, aperto com toda a força o suporte de ferro e…eis que seus olhos cruzam os meus e o olhar foi inevitável.
Eu devia estar com um ar tão estupefacto que ela esboçou um pequeno sorriso ao mesmo tempo que franzia uma das sobrancelhas…eu acho que ela gostou de mim…(Próxima estação…ALAMEDA) e desviou o olhar, subitamente, para uma das portas, e depois para as outras, como alguém que procura algo…ou outro alguém…
Cheio de estilo, com roupa da moda, gel no cabelo, malinha tiracolo e óculos também colocados na cabeça…entrou triunfante, pegou na mão dela e beijo-lhe delicadamente a testa…e ela…ela, bem ela completamente derretida, aninhou-se nos seus braços e deitou a cabeça sobre o seu peito…
E eu, sim eu…ninguém quer saber como é que eu fiquei nesta história?
(Próxima estação…AREEIRO)
Dois ou três solavancos, um suspiro de tamanha tristeza, e a viagem terminou…para mim.

3 comentários:

Path disse...

Obrigado por estes 2 minutos de viagem... valeram a pena!!!

Ambiguidona disse...

CHEGUEI ao vosso blog pela transmissão da rádio coercial (o facto de serem 3 enfºs (no final do ano também o serei, assim o espero)despertou a minha atenção no momento em que conduzia e me encontrava perdida em pensamentos).

Sexta feira 13... uhmmm a minha também foi curisosa...

depois de uma noite começada no dia 12... prolongou-se o dia 13, quando de madrugada a caminho de casa com um amigo encontrei um grupo de boémios (Coimbra) nossos vizinhos que não conhecíamos...

tocavam e cantavam... na rua. então do outro lado da rua comecei também a cantar... quando decidimos ir dormir (5h) estavam mesmo ao pé de nós e não exitam em nos conidar "venham connosco vamos ao penedo da saudade" e sem exitar fomos...

(pelo caminho tivemos oportunidade de nos ir dando a conhecer e as coincidências eram muitas, os gostos... no Penedo cantamos gritamos, e tb contemplamos Coimbra... na imensidão da noite estrelada para além de muito fria)

Grande momento que registei... por fim (7h) fomos todos para casa (moramos na mesma rua em casas de frente com frente).

Dizem que é o espirito de Coimbra. um deles despertou mais a minha atenção... BEM...

Durmo até ás 9h. (tenho um trabalho na escola as 9,30h)

no final da tarde regresso a casa e olho para a casa da frente na procura (quem sabe) dos boémios ou do boémio :)

Tenho um jantar mas ainda tenho tempo de me arranjar (quero ficar bonita..)

Desço em diracção à praça da república a caminho do restaurante. é ele (o boémio) vem a subir a rua (que sorriso, que pronúncia, que olhar, que postura, que simpatia)... cumprimentamo-nos (é estranho nunca o ter visto e em pleno dia 13 sexta, vejo-o 2 vezes)
ele diz-me "agora que o pessoal se conhece ainda nos vamos ver muitas mais vezes :)"

Será???

Anónimo disse...

Tenho lido este texto quase todos os dias mano Love...