2 de janeiro de 2009

Ainda acerca de desejos



Este ano não fiz nenhum.
Bem lá no fundo começo a achar que prefiro nunca alcançar nada.
Se calhar prefiro continuar incessantemente a lutar por algo que um dia não desejo alcançar.
Assim continuarei a viver, porque o que dá real sentido à vida é a busca e não a conquista.
Quero buscar a felicidade, quero buscar o completo, quero buscar o perfeito, quero buscar o grande, quero buscar o sol e o sorriso.
Porque sei que se me encontrar um dia com a tristeza, o sentimento de incompleto, a imperfeição, o pequeno, a noite e o choro, não lhes vou falar.
Não foi à procura deles que eu vim.
Por isso adeus lhes direi um dia, porque a outros espero dizer olá.
E assim vem mais um ano, para uns com desejos, para outros sem ilusões e para outros ainda apenas com vontade de viver o dia-a-dia com aquilo que lhes for dado...

3 comentários:

Anónimo disse...

Não será busca e conquista a mesma coisa? ;p
Olha que um dia li num livro que um coração sem sonhos era um coração vazio de significado... cuidadinho!

Star disse...

A busca poderá dar real sentido à vida mas atenção... quem não gosta de uma bela conquista?

Depois de encontrares o que procuras é necessario lutar para o teres pois só assim conseguirás alcançar e realizar os teus sonhos e a felicidade total.

FELIZ 2009

Alguém disse...

As teorias sobre o alcance da felicidade estão cheias de frases feitas que já foram repetidas demais. No final, já nos decepcionamos tanto que agora temos medo de alcançar seja o que for porque isso poderá apenas mostrar-nos que ainda não é isto que queremos e que temos de continuar a lutar. Se algum dia chegaremos a algum lado? Provavelmente não. E aí está o porquê da felicidade estar na caminho e não no fim, pois ao sermos os eternos insatisfeitos o alcance de um horizonte apenas dá lugar a mais outro. Cansativo talvez ou então é apenas mais uma definição da palavra vida. (sim,apenas mais uma repetição da velha teoria)