28 de novembro de 2008

Consumismo


A actual crise está a afectar as suas compras de natal?

Esta é a pergunta de um programa que está no ar neste preciso momento na RTP N.
Já não contente com a temática, deixei-me ficar a ouvir duas opiniões via telefónica para ver no que isto iria dar, e como previa, simplesmente não deu em nada de bom!
Faz-me confusão, um canal público vir dar mais uma achega ao espírito consumista que começo a ficar farto de ver incentivado, ano após ano.
Com esta pergunta, é dado a entender de imediato que o natal, são compras, e que este pode ser afectado por uma coisa... apenas e só a quantidade e qualidade de prendas oferecidas.
Para completar chama-se imediatamente um comerciante justamente descontente com o baixo fluxo monetário nas suas caixas registadoras, dá-se uma hora de audiência na televisão do estado, e toca de continuar a meter nas cabeças das pessoas, que um natal feliz depende do número de prendas que dão ou recebem!...
Como se não bastasse, uma espectadora, pede desculpa a aqueles que este ano não forem contemplados com uma prendinha sua, "é que este ano só pode ser aos mais chegados".
Pergunto eu: Mas faz algum sentido dar alguma coisa aqueles que não nos são mais chegados? A mesma espectadora volta à carga dizendo que durante este ano apenas conseguiu juntar 1000€ de poupanças e que no natal iria dar lembranças aos já referenciados acima.
Pergunto eu novamente: Faz algum sentido dar a alguém uma lembrança de 5 €, quando o dinheiro não abunda, apenas para dizer- lembrei-me de ti?
De repente veio à cabeça a minha agonia anual que consiste em oferecer nos jantares de natal a tal lembrança a alguém que me calha em sorteio... Não consigo perceber a necessidade ou muito menos o significado de um objecto que muitas das vezes acaba no caixote do lixo.
Se querem mesmo que vos diga, a melhor maneira de mostrarmos a alguém que nos lembramos é no dia-a-dia.
Lembrei-me ontem quando me meti na brincadeira contigo.
Lembrei-me hoje quando respirei duas vezes para não te responder mais torto.
Vou-me lembrar-me amanhã quando estiver contigo nos copos!

3 comentários:

A. disse...

Excelente regresso!

Estou em perfeita sintonia contigo.
Decidi ganhar coragem, ser arrojada mesmo e comunicar a toda a família que este ano não há prendas para ninguém. Só há alegria, vontade de estar com eles e carinho com fartura!

Devo confessar que as reacções foram díspares! Temos pena.

;)

Anónimo disse...

All I want for christmas is YOU...

sara lóló disse...

Concordo contigo. É isso que não gosto no Natal. Bem, o meu espírito natalício também não é lá grande coisa, mas com coisas dessas ainda o perco mais =S