29 de julho de 2008

Mulheres e as casas de banho


Penso que descobri o cerne da questão.
Não se resume apenas às mulheres e às casas de banho, mas sim às mulheres e ao facto pelo qual, nunca vão sozinhas à casa de banho.
Tudo começa na escola primária. Nessa que é a primeira prova de fogo no que remete ao contacto com o mundo exterior e o processo de socialização.
Elas, sem se darem conta do fenómeno, de repente apercebem-se que esse é o único local seguro e livre dos seus maiores inimigos, (nesta idade os rapazes).
Falam dos pipis e das mamas, dos tótós e dos sapatos com atacadores e aos poucos vão integrando o que acabará por se tornar no mais complexo e desconhecido processo que acompanhará sempre a guerra e intriga entre sexos.
Mais tarde vem a discussão sobre os soutiens, os cabelos, as saias, os rapazes mais giros, o que eles fazem para as tentar conquistar, e o que elas fazem para que isso seja dificultado, ou se for de encontro à vontade delas, para que seja facilitado.
A casa de banho torna-se então num manual facilitador do trato com o sexo oposto, o masculino. Lá são sempre elas, apenas elas e sobre elas. Claro está que tudo isto poderá vir a ser negado, mas decerto modo é assim que funciona, porque eu sei!
Teci uma elaborada teoria da conspiração, com base em todas as memórias que me restam nestes anos em que me questionei da utilidade da casa de banho para as mulheres, e o facto pelo qual elas a utilizam sempre aos pares.
É assim que as miúdas se tornam raparigas e que as raparigas se tornam mulheres, e será sem dúvida com estas mulheres, que os rapazes se tornarão homens.
Embora oculto, e sempre questionável pela parte dos homens, e inconsciente da parte das mulheres, diria que este é um ciclo vicioso, numa simbiose impossível de melhorar.
- Aceitam-se novas teorias... se é que as há

6 comentários:

Anónimo disse...

LOL teorias de casa de banho! Envergonho-me de certa forma por nem eu perceber muito bem esta questão! Mas que de facto é o esconderijo "secreto", o mundo à parte de parte do sexo feminino...sim é! Não necessariamente por ser "A" casa de banho...mas por ser aquele sitio à volta da qual tanta fama se criou que ninguém tem a ousadia de perguntar o que se vai lá fazer ou porquê e o inquestionável ás vezes dá muito jeito (estudo cientifico aprovado por delirantes e companhia!!!)

Clá

Sara LóLó disse...

LOL

Grande teoria, não haja dúvida!

O problema é quando a casa de banho cheira mal (como na minha escola)... Aí já não dá para se ficar lá a falar. lol Vai-se aos pares, mas não é para demorar muito.

Não conseguindo arranjar nova e/ou melhor teoria, despeço-me.

Pipabagagrifas disse...

Uma vez, tava tão aflitinha que fui a correr para a casa de banho. De repente quando finalizo a minha necessidade ouço a voz de dois rapazes a comentar sobre "aquela boazona, com aquele par de mamas magnificos", e claro "aquelas pernaças a finalizar com aquele rabinho, Ui, Ui". Bem...1ª conclusão: enganei-me na casa de banho; 2ªa conclusão: Os rapazes qd estão acompanhadas nas casas de banho também gostam de comentar sobre o sexo oposto...

:D

ps- foi complicado sair da casa de banho dos homens sem ser vista ;P

IC disse...

ahahahahha!
Está um máximo sem dúvida!

Mas a realidade é exactamente essa...
Nós mulheres vamos á casa de banho juntas desde miúdas, porque para nós é sempre um lugar seguro, e se formos acompanhadas melhor ainda!

Enfim... são atitudes para uma vida!

PS: Já os Homens.... que sejam sempre genuínos de punho e coração ;)

IC disse...

ah...
Gostei do blog! (e desculpe a "quadrilhice")

Parabéns!

InesC

Miss Xu disse...

Gostei bastante do blog e não resisti a comentar este texto. O segredo do porquê das mulheres irem aos pares é simples: segurar a mala uma da outra e, se possível, comentar as 'malas' das outras! ;)

Miss Xu