14 de fevereiro de 2008

Um qualquer dia do ano à descrição


A/C da Comissão Mandatária para Dias Festivos

"Caros,
Venho por este meio solicitar a vossa atenção para o dia de hoje, este 14 de Fevereiro.
Há já algum tempo que me lanço num movimento introspectivo no sentido de compreender a existência da festividade hoje celebrada.
No meu ponto de vista, não tem qualquer cabimento celebrar hoje o dia dos namorados, um dia que afinal é como todos os outros, , só porque alguém diz que tem que ser.
Neste sentido, venho através deste, expor uma nova abordagem para o fenómeno.
Proponho então, uma descentralização comemorativa, comum à especificidade de cada casal.
Deste modo, cada casal, celebraria a sua relação apenas no dia em que iniciaram oficialmente alguma coisa, digamos, o dia do primeiro beijo, ou o dia do primeiro olhar de soslaio, ou o dia daquele encontro que mudou tudo.
A meu ver, este modelo festivo trará variadas vantagens, entre elas um descongestionamento das superfícies comerciais, evitará o sobrelotar da indústria de restauração, e para o casal, terá muito mais significado, uma vez que será para ele mesmo um dia com algum significado.
Seria igualmente uma machadada bem profunda para a "Swatch", bem como para o monopólio até agora inabalável da família "Krê-flô", quem sabe, mesmo com repercussões na captação de petróleo nos OPEP.
Não vejo outra maneira de solucionar esta situação a médio/curso prazo, pelo que deixo à vossa consideração.
Fico a aguardar feed-back da população num qualquer meio de televisão, de preferência no Jornal Nacional da TVI, onde eles decerto farão uma grande reportagem sobre o assunto.
Atentamente,

Zapporsson"

Adenda: Por favor, façam ouvir a vossa opinião. Só assim poderemos sonhar com o referendo sobre esta questão, obrigado!

3 comentários:

Ariadne disse...

realmente ha que pensar...
ainda mais faz pensar quando não se comemora da mesma forma que esses ditos casais...
realmente teria muito mais lógica se esse dia fosse comemorado no dia respectivo ao aniversario do dia inicial de cada relação... =)

Sara LóLó disse...

O problema é que os centros comerciais querem mesmo congestionar e a indústria da restauração sobrelotar...

carolina disse...

concordo totalmente ctg, pq é k tem k haver um dia especifico para se dizer a alguem o quanto se gosta, para ofercer alguma coisa ou fazer um programa especial? Para mim o dia dos namorados não passa de um dia de consumismo onde todas as superficies comerciais chamam a atenção para flores, chocolates, relogios e afins.