28 de outubro de 2007

Encontros imediatos


Passo com o cartão nas portadas, que se abrem de imediato. Desço as longas escadarias que dão acesso ao metro. Do Cais do Sodré até à Baixa Chiado é apenas uma paragem. Sento-me nos bancos agrupados a quatro, e reparo em ti. Não és muito bonita, nem tens o corpo perfeito, mas tens uma expressão que transmite tranquilidade, fico com a sensação que te conheço. Isso mais do que tudo, é o que chega para me atrair numa rapariga.
Olho novamente para ti, trocamos um olhar fixo, e a custo, tento acreditar que esboças-te um sorriso.
Agora finjo olhar para outras pessoas, para o vazio do túnel escuro, e disfarçadamente procuro o teu rosto reflectido no vidro. Ao menos assim posso ver-te sem tu dares conta. Reparo que estás a olhar para mim, e fico sem saber que expressão fazer. Contraio as sobrancelhas, cerro os dentes ou respiro fundo? Qualquer coisa, só para ganhar mais uns cinco segundos.
Tento colocar uma expressão confiante, e arrisco um novo olhar, mas tu olhas novamente, e agora sim, acho que ambos sorrimos discretamente.
Tenho que te dizer qualquer coisa, mas não sei o quê. Vá Pedro, pensa em qualquer coisa!
Um "Olá está tudo bem?" está fora de questão!
Tem que ser algo original, tenho que a fazer rir, e despertar-lhe a atenção, mas agora como...
Chego-me à frente e digo:

Hipótese 1- "Tenho dois problemas!
Se eu te pedir o número, tu não me dás.
Se eu te der o meu, tu não me ligas..."
Ela sorri, e pergunta o meu nome. Chegámos à Baixa-Chiado e saímos ambos em passo lento. Vamos a conversar.

Hipótese 2-
"Com-licença."
Cheguei à Baixa-Chiado, levanto-me, mas ela continua sentada. Reparo que ainda me segue com os olhos, mas já lhe virei as costas.
Mais uma vez não tive coragem. Fico com a sensação que se lhe dissesse alguma coisa... não sei.
Agora o metro continua e ela vai lá dentro. Nunca mais nos vamos ver, quem sabe se ela não seria a tal.
Agora é que nunca saberei.

Quantas e quantas vezes não temos coragem para a hipótese 1



3 comentários:

scatman_tony disse...

Tantos anos e ainda não encontrei a abordagem perfeita...embora já me tenha deparado com umas opções bem válidas..."estas maçãs são mesmo fresquinhas!"

nexinha disse...

então e que hipotese seguiste??... tiveste o sucesso desejado?? é a tal?? LOL

Anónimo disse...

Olha vou partilhar um segredo ctg!Eu conheco um tipo k uma vez foi a uma disco com outros 2 tipos...esse tipo nao utilizou nenhuma das hipoteses apresentadas (alias, nenhum dos tres) e saiu-se mto bem, ele foi tao rapido e tao decidido que SO VISTO...a hipotese foi...NAO FALAR, o maroto!Ximm, lol