21 de novembro de 2005

Mais um erro...

Ainda não acreditava! Ele tinha vindo ter comigo…
Ah como tinha sido bom esse momento!
Coisas de raparigas que nos fazem ser mais frágeis em certos momentos.
Na realidade já nem me lembro porque estava a chorar… Teria sido pela ausência da minha família, a zanga com a Sincat, minha melhor amiga ou a tua ausência no meu ser?
Na realidade tudo isso deixou de ser importante naquele momento. A partir do momento em que te vi a vir para mim o tempo parou. Pensei que estivesse a sonhar.
Conseguia sentir, cheirar, tocar, ver todos os pormenores daquele momento parecia que passavam em câmara lenta. Aí, senti logo que este ficaria para sempre gravado na minha memória.
Estavas estranho, nervoso talvez. Mas… nervoso porque?
Lá estava eu a inventar outra vez na tentativa de me fazer sentir melhor, na tentativa de me fazer acreditar que ainda podia ter esperança em relação a ti.
Chegaste!
Sentaste-te e não disseste uma palavra sequer. No entanto a tua presença emanava confiança e bem-estar e… naquele momento, isso bastava.
Envergonhada, olhei para ti e cometi mais um dos muitos erros da minha vida. Abandonei-te ali!
Tu, que me tinhas ido apoiar sem sequer me conheceres, sem sequer saberes o porquê.
Sinceramente não sei o que ficaste a pensar, mas não aguentava mais a pressão de te ter a meu lado sem te poder beijar…

2 comentários:

zana disse...

Sensação estranha esta, que nos arrepanha a alma e nos deixa ficar sem chão, assim... de repente... como quem não quer, o mundo transforma-se numa lentidão demasiado rápida, o nosso coração deixa de bater como tambor, as palavras escondem-se de vergonha.

Sensação completa demais para fazer sentido, neste mundo insano, cheio de louco puros

Anónimo disse...

Paxei nOvamente neste vOxo cantinhO e + uma vez...fikei sem palavras!!
AdOrei a tua histÓria, a maneira cm escreves faz cOm fike presa aO teu textO, sem k dele cOnsiga desviar O Olhar. Falas sObre sentimentOs k já bateram nO cOraçãO de muitOs, e de situaçÕes k Os fizeram paralisar, e k pOr ixO se tOrnam familiares...
XperO k cOntinues a dar asas à tua imaginaçãO, cOntinuandO a dar "vida" a esta histÓria(n demOres mt! =D).
BOa sOrte p a cOntinuaçãO dO vOxO prOjectO, afinal de cOntas O Zap é mi piminhO e merece td de bOm.=P