8 de setembro de 2010

Ondas, prancha e mais nada!


As saudades que eu tenho disto!
A espera pela onda certa, no silêncio por detrás da rebentação.
Os dedos já engelhados sempre em detrimento do "só mais uma!"...
A fixação no horizonte à espera que ela se aproxime, as braçadas energéticas seguidas da sensação de leveza, liberdade e prazer extremo que se tem ao entrar dentro da onda.
Por fim, o grito animalesco que liberta a sensação de felicidade individual mais pura que alguma vez se pode experimentar!...

2 comentários:

beija disse...

como te entendo...
entao com um turno como o de hoje...era já!!

...sair rumo à praia...e experimentar uma vez mais esse vórtice de sensaçoes...


M&M

desejo disse...

Sem dominar a prancha, mas sentindo o sabor do mar e da liberdade, o grito de felicidade também explode dentro do meu eu.