3 de abril de 2010

Confissões



Começar um turno com a vida de uma pessoa nas mãos é duro.

Faz-nos pensar no que andamos cá a fazer, no que queremos da vida e o que queremos fazer dela.

O que temos de certo?

Todas as vidas vão acabar!

Resta saber quando é a nossa vez, quando vamos nós seguir esse caminho.


A reflexão?

Cometi muitos pecados, alguns que não me vão largar…

Mas o importante foi aprender com eles, foi não os repetir e esforçar-me todos os dias para fazer cada vez menos.

No meio de tudo, sou um homem com sorte!

Mesmo com tantos pecados tenho pessoas que gostam verdadeiramente de mim.

Algumas pessoas só têm uma, outras não têm nenhuma!


Já te disse que preciso de ti?

Já te disse que me sinto bem contigo?

Já te disse que gosto de ti?

Já te disse que quero ficar contigo?

Não?

Somos tão egoístas que deixamos sempre para amanhã o dizer ao nosso pai, mãe, irmão, irmã, companheiro ou companheira, amigo ou amiga o quanto gostamos deles.

Até que… chegou a nossa hora, chegou a hora dele e não temos tempo de falar o que queremos.


Confesso-me agora.

Preciso!

Sinto!

Gosto!

Quero!

E se não houver tempo ou coragem para ser transmitido de outra forma.

Abraça-me até eu morrer.

Encontramos-nos do outro lado…

5 comentários:

CarMG disse...

Gostei...
.. muito...

Tomara todos termos alguém que nos abrace até ao "outro lado"... porque precisamos... porque sentimos... porque gostamos... porque queremos...

Somos egoistas, não só porque não sabemos abraçar quando podíamos... mas porque também não sabemos pedir que nos abracem, a nós, quando devíamos...

Quanto à sorte... faz-se!

Sara disse...

A vida passa a correr e não devemos deixar para a amanha, aquilo que deve ser dito e feito hoje! Já te disse isso inumeras vezes ;)
Não devemos perder a oportunidade de dizer aqueles de quem gostamos, que precisamos deles por perto, que nos sinto bem com eles e que os queremos... muito!
Abraça muito, beija muito, goza muito e vive... hoje e agora. A passagem para o outro lado pode estar mais perto do que esperamos!

A próposito, eu gosto de ti :)

(boa musica, gosto muito!) ;)

Maçã e Canela disse...

Lembras-te quando te falei ontem de transparências?

É destas que falo. De palavras destas, de sentimentos destes, de abraços, de coragem, de demonstrar não hoje,mas todos os dias por quem e por que bate o coração.

Continua, hoje e sempre.

Marta disse...

Gosto da musica e gostei ainda mais do texto..:D
Às vezes esquecemo-nos de dizer às pessoas o quanto são importantes para nós..
não sabemos o que virá amanhã, para que esperar para dizer às pessoas a importância que elas têm na nossa vida?!

Anónimo disse...

Tão mas tão transparente...
Tão mas tão bom...

Amei este meu minuto de vida :)

Grande Pan!

* Soni, Ping.