7 de dezembro de 2009

The other side


Realmente acaba por se tornar tudo muito mais fácil quando se está do lado de lá...
A facilidade com que recriminamos os erros dos outros, ou aconselhamos de ânimo leve alguém a tomar decisões difíceis, é gritante.
Tudo é claro, tudo é linear, tudo é óbvio, tudo é fácil e nada nos tira o sono, até ao momento em que se passa connosco.
Aí, já são os outros que não compreendem e já é a nós que custa decidir, fazer ou até fugir.
Fugir, porque às vezes fugir é tão ou mais complicado do que correr atrás.
Viver.
É fácil viver.
É fácil escrever um manual de instruções. Mas agora, segui-lo hoje, mesmo tendo sido escrito por nós ontem... tem muito que se lhe diga.

4 comentários:

Sara disse...

Decisões dificeis de tomar... "mas se fores feliz... hoje em dia não podes pedir muito mais que isso, nem tu nem ninguem, a longos ou curtos prazos, é o que vamos tendo... " ;)

(alguém mo disse ontem, e fiquei a pensar nisso) :P

Anónimo disse...

Fugir, para nao correr atrás é para fracos. Queres ser fraco Zap?

Anónimo disse...

Viver não é fácil... viver inclui tudo isso... as insónias... os pensamentos derrotados por decisões realistas ... e fugas fáceis... essas sim... por fecilitarem a tomada de decisões frias e calculistas que arrefecem qualquer sonho ardente e o tornam morno aos olhos de quem foge... fugir sim é fácil... é negar a vida...

littledreamer

sara lóló disse...

Daí vem o faz o que eu digo, não o que faço...