9 de novembro de 2006

Perfume

As nossas recordações são feitas de muita coisa. Muitas são as vezes, em que nos deixamos ocupar por breves trechos de imagens, que nos surgem em momentos de nostalgia, em momentos de solidão, em momentos de reflexão...
Aí temos o controlo da situação, sabemos quando vamos pôr “play”, que filme iremos ver e somos sempre livres de carregar no “stop” quando quisermos.
Um perfume perdido no ar quando andamos descontraidamente numa rua movimentada, quebra num ápice, todo esse processo de protecção e preparação, entrando como que sem pedir autorização.
Por breves instantes, junto com ele, sentimos hoje o que era no dia de ontem, sentimos aquela adrenalina que numa memória forçada jamais é vivida, sorrimos ou então, por momentos perdemos o sorriso...
Um aroma que por vezes é o suficiente para deitar abaixo todo uma muralha de areia.

Há quem diga que um perfume é como um pedaço de sol...
Aquele pedaço de sol que dá nova vida a um girassol ...
Ou aquele pedaço de sol que adia por um ano o germinar de uma semente

4 comentários:

marta disse...

=) Há perfumes que ficam para sempre e que mesmo passando anos e anos o cheiro é tão farmiliar, tão próprio que chega a ser estranho, confortante ou assustador lembrar-mo-nos tão bem... tá giro *

Laudinha disse...

Olá Pedro! =) Como sempre tens razão... basta um perfume para "destruir" tudo o que tão arduamente contruímos até ao momento em que voltamos a cheirar "aquele" perfume.. que até já pensávamos que tinhamos esquecido.. mas.. para nosso bem ou nosso mal não sei bem.. lolol .. não esquecemos.. pois em algum momento esse "perfume" foi especial...tanto que por muito que tentemos, por muito esforço que façamos esse "perfume" fará parte da nossa existência para sempre... nem que seja guardado na nossa mais remota recordação... lol :P e aparece quando menos esperamos... lololol :P

P.S - Diz lá está bonito... lol

Bjinho gand! ***Laudinha***

Cláudia disse...

E segundo consta são esses perfumes que nos fazem querer continuar a sorrir, a chorar, a sentir, a viver... e são esses os girassóis da nossa vida! beijokas (A foto tá espectacular)

nexinha disse...

Pois é... muitas pessoas têm o prazer de recordar perfumes da vida... por acaso eu sou uma das que as imagens k criam os filmes estão mais presentes... e os perfumes não se encontram tão reais nessas peliculas... é como se fosse um filme a preto e branco... onde o k recordamos nos dá uma volta na barriga... mas sem odor... sem cor! mas não deixa de ser vida... sentimento... saudade ... desejo... ansiedade!