19 de março de 2006

Pai...

A todos os Pais do Mundo:


Pai,

Mesmo quando não queremos ajuda,

Preocupa-se com o que fazemos

Pai,

Mesmo quando se irrita,

Continua a sentir amor

Pai,

Mesmo nas dificuldades,

Não nos abandona

Pai,

Mesmo aquando da asneira,

Continua a sentir orgulho

Pai,

Mesmo na maior das tristezas,

Dá-nos o seu sorriso

Pai,

Mesmo não estando presente,

Continua a ser…

Pai

Os pais maus desprezam-se, os bons amam-se… sabes que te amo!

6 comentários:

Cathy disse...

São fascinantes! Procuram sempre o mais terno dos sorrisos e o mais doce dos olhares...todos os dias sinto vontade de lhe fazer uma homenagem!
A ti obrigada por mais um momento de reflexão...simplesmente muito bom!

soni disse...

Incrivel como aqui se joga com palavras e sentimentos que não controlamos.. e, nos fazem sentir um aperto!..Como se colocam expressoes, adjectivos.. e como se nota aquilo que sentimos!
Chega a cair a primeira lagrima..e a segunda.. e a terceira..
:) Simplesmente, algo resplandescente! * * *

MartaCouto disse...

E com esta é q disseste mesmo tudo... sem palavras...***:D

ritinha disse...

Às vezes tomamos o amor dos nossos pais como garantido, como certo, q é!..mas isso por vezes leva-nos a não lhe dar o tremendo valor q tem. São textos como este q nos recordam d como é importante não dar nada como eternamente certo e dizer um "amo-te" a quem mais o merece, quando menos espera!ou quando já espera à demasiado tempo...***

Isita disse...

Já li este poema algumas vezes e quando acabo o sentimento é smp o msm...o poema está tão simples e verdadeiro, que dou por uma lágrima a escorrer.
Já alguém disse que: "...a beleza da vida está presente nas coisas mais simples..." e este poema é um reflexo disso mesmo.

Parabéns pelo EXCELENTE poema e OBRIGADA pelo momento de reflexão*

Beijocas Isita

Martuxa disse...

O pai...realmente é alguem q se sente,mesmo q não se veja está lá p/ nos apoiar,e nos empurrar no caminho q ve ser melhor p/ nós.Por vezes irrita-me saber q somos muito parecidos e saber o q vai dizer ou como vai reagir ás coisas,mas não há remédio é meu pai e gosto dele.Não quero outro...

OBG pelo poema bj